• Admin

Como saber se o bebê está pronto para começar a alimentação sólida?

Atualizado: 23 de Jul de 2020

O que é Alimentação Complementar?

Também chamada por Introdução Alimentar é o conjunto de todos os alimentos, além do leite materno, oferecidos durante o período em que a criança continuará a ser amamentada ao seio embora sem exclusividade.


Quando começar a Alimentação Complementar?

As organizações de saúde recomendam que o aleitamento materno seja exclusivo até os seis meses de idade, após esse período é indicado a introdução da Alimentação Complementar. Ainda assim, deve-se estimular a manutenção do aleitamento materno até os dois anos de idade ou mais, de acordo com a vontade da criança e da mãe, desde que esta continuidade seja nutritiva.

bebê comendo em cadeirão

E se iniciar antes dos 6 meses?

Não existem evidências de que exista alguma vantagem na introdução alimentar precoce (antes dos 6 meses de idade) que não o leite humano na dieta da criança. Estudos mostram a relação da exposição precoce ou muito tardiamente com menor aceitação de variedade de alimentos; relações com recusa e dificuldades alimentares.


Como saber se o bebê está pronto para começar a alimentação sólida?

Para sabermos isso é necessário analisar os Sinais de Prontidão. Esses sinais indicam que o bebê está pronto no desenvolvimento e com maturidade do aparelho digestivo para iniciar a alimentação.

Os sinais de prontidão são:

  1. O bebê senta sozinho sem ajuda ou apoio;

  2. O bebê leva objetos/brinquedos à boca;

  3. O bebê está pronto e disposto a mastigar;

  4. O bebê mostra interesse/tenta pegar o alimento;

  5. Diminuiu ou desapareceu o reflexo de protusão da língua e não empurra automaticamente os sólidos para fora da boca com a língua.

A família deve estar atenta e respeitar os Sinais de Prontidão do bebê, para que a oferta de alimentos seja a mais segura possível. Observar os sinais e o momento do desenvolvimento e maturidade do bebê ajuda para que a Introdução Alimentar seja mais bem sucedida e aceita.


mãe dando comida para bebê na colher

Quais alimentos oferecer na Alimentação Complementar?

A alimentação complementar adequada deve oferecer ao lactente uma composição variada e equilibrada, com quantidade adequada de macro e micronutrientes (ferro, zinco, cálcio, vitamina A, vitamina C e ácido fólico, entre outros), livres de contaminação (biológica, química ou física), de fácil consumo e aceitação, com custo aceitável e preparados a partir de alimentos habitualmente consumidos pela família. Os alimentos in natura e minimamente processados devem ser a base e a maior parte da alimentação da família e bebê.

O Guia Alimentar para a População Brasileira classifica os alimentos In natura ou minimamente processados como:

Os alimentos que são obtidos diretamente das plantas ou dos animais e não sofrem qualquer alteração após deixar a natureza. Os alimentos minimamente processados passam por alguma modificação, como limpeza, remoção de partes indesejáveis, divisão, moagem, secagem, fermentação, pasteurização, refrigeração, congelamento ou processos semelhantes que não envolvam a adição de sal, açúcar, óleos, gorduras ou outras substâncias ao alimento original. Exemplos: Legumes, verduras, frutas, raízes, tubérculos, leite, carnes e ovos.

menino mais velho dando comida para bebê na boca

Lembre-se! É no comecinho da vida do bebê que se pode influenciar como será o resto dela. Afinal, é nesse período que cada célula do corpo está sendo formada e programada. Esse é chamado do período de ouro para a saúde do individuo que está em formação.

Uma alimentação adequada durante a gestação associada ao aleitamento materno com a correta introdução da alimentação complementar e à manutenção de bons hábitos alimentares é requisito básico para o crescimento e desenvolvimento infantil.


Referências:

Manual de Nutrologia – Sociedade Brasileira de Pediatria.

Guia Alimentar para População Brasileira – Ministério da Saúde.

https://tanahoradopapa.com.br/


#alimentação #bebê #alimentaçãocomplementar #introduçãoalimentar #desenvolvimentoinfantil

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo