• Admin

Alergia alimentar em crianças: 9 sintomas para ficar de olho

A alergia alimentar pode ocorrer em crianças, jovens, adultos e idosos, e pode ser mais comum do que parece. É uma reação inflamatória a uma substância presente no alimento e ocorre após a sua ingestão. Seus sintomas podem ser leves, moderados ou graves levando ao choque anafilático onde, nesse caso, exige tratamento de emergência. 

A alergia pode se manifestar em diferentes partes do corpo, como pele, mãos, pés, boca, nariz, etc. Os sintomas podem ir desde vermelhidão, coceira, inchaço nos olhos, boca e língua, sensação de estufamento, abdome distendido, alterações intestinais, dores de cabeça até sintomas mais graves como dificuldade em respirar. 

Na maioria dos casos, as alergias alimentares podem começar durante a infância. Também é possível que a criança deixe de sofrer de uma alergia alimentar. Nos adultos, as alergias são menos comuns, mas tendem a persistir por toda a vida.


Sintomas

Os pais podem perceber o problema mais facilmente em crianças, observando principalmente estes 9 sintomas:

  1. Lábios, olhos e rosto inchado;

  2. Náusea, vômito e diarreia;

  3. Olhos lacrimejando, espirros, nariz entupido ou escorrendo;

  4. Vermelhidão, principalmente ao redor da boca, olhos e nariz, podendo se espalhar pelo corpo;

  5. Coceiras na pele;

  6. Aftas;

  7. Sensação de desconforto na garganta;

  8. Falta de ar e dificuldade em respirar;

  9. Em situações graves a criança apresenta inchaço na língua e garganta, falta de ar, queda súbita na pressão arterial e até chiado no peito. 


menina assoando o nariz
Imagem por Freepik

Diagnóstico

Para saber se o diagnóstico aponta para alergia alimentar é preciso fazer exames laboratoriais, uma análise clínica e fazer a exclusão de alguns alimentos como teste.

O diagnóstico pode ser confirmado através de testes de alergia na pele ou

sangue, para identificar a origem da alergia. 

Se não há suspeitas sobre o que está causando a alergia, é possível começar a testar os alimentos mais alergênicos como amendoim, morango ou camarão, por exemplo. Mas, nesse caso, o médico é quem vai direcionar quais alimentos devem ser excluídos da dieta.


Intolerância ou Alergia?

Nem toda reação a alimentos são alergias. 

A intolerância alimentar é diferente da alergia alimentar, uma vez que não envolve o sistema imunológico. Ela é uma reação do aparelho gastrointestinal que produz um distúrbio digestivo. Um exemplo é a intolerância à lactose, em que algumas pessoas não possuem uma enzima necessária para a digestão do açúcar no leite e derivados.


Alergias mais comuns de acordo com a idade

Qualquer alimento ou aditivo alimentar pode causar uma reação alérgica. Existem alguns fatores que podem desencadear alergias mais comuns de acordo com a faixa etária. Veja:

  • Crianças e bebês: ovos, leite, trigo, amendoim, soja. 

  • Crianças maiores e adultos: nozes, frutos do mar.


Amendoim
Alergia ao amendoim é comum em crianças

A exposição a outros alérgenos semelhantes aqueles presentes nos alimentos podem fazer com que o organismo produza anticorpos contra substâncias nos alimentos. O resultado é uma alergia alimentar. Por exemplo, pessoas alérgicas ao látex também são alérgicas a banana, kiwi e abacate, pois o látex e essas frutas contêm alérgenos semelhantes.


Tratamento

O tratamento depende da gravidade dos sintomas. Como regra geral, consiste em manter a criança longe do alimento que causa a alergia. Geralmente o tratamento tradicional envolve anti-histamínicos ou corticoides. É possível realizar tratamento homeopático e com florais quânticos, individualizados, com ótimos resultados.

0 comentário