• Admin

Você sabe o que são fórmulas infantis e para quem são indicadas?

Existem algumas situações em que os bebês ficam impossibilitados de receber leite materno. Para estes casos, existem as fórmulas infantis. Mas você sabe o que são e quais os tipos que existem?

bebê deitado no sofá tomando uma mamadeira

Existem inúmeras fórmulas infantis no mercado, e nenhuma possui as mesmas vantagens do leite materno.

Elas oferecem os melhores nutrientes de acordo com cada fase do bebê.

Por isso, a indicação de uso deve sempre vir de um nutricionista ou pediatra!


Tipos de fórmulas:

  • Prematuros: a fórmula para prematuros possui uma composição para oferecer os nutrientes que esta fase precisa e para facilitar a digestão. Normalmente possui mais proteínas além de outros ingredientes essenciais para o desenvolvimento cerebral, visual e psicomotor.

  • Fase 1: também chamadas de fórmulas de partida. Seu uso é para crianças saudáveis até seis meses de idade. O principal carboidrato é a lactose, possui um teor proteico maior que o do leite materno e a composição dos ácidos graxos são ideais para o desenvolvimento do sistema nervoso central. Podem ser acrescidos de prebióticos, ômega 3 e suplementação de vitaminas e minerais.

  • Fase 2: também chamadas de fórmulas de seguimento. São recomendadas para o segundo semestre de vida das crianças, e seu diferencial é um maior teor de ferro. Da mesma forma também são acrescidas de prebióticos, ômega 3 e suplementação de vitaminais e minerais.

  • AR ou Antirrefluxo: é um leite um pouco mais engrossado. Foi criado para bebês que apresentam refluxo gastroesofágico (RGE) ou regurgitação. Sua fórmula possui um espessante que, em contato com a secreção gástrica, minimiza o refluxo.

  • Fórmulas sem lactose: é recomendada para bebês com intolerância a esse carboidrato. A intolerância a lactose pode ser passageira no bebê, e pode ser que depois, com a recomendação do pediatra, o bebê possa voltar ao leite normal.

  • HA ou Fórmulas Hipoalergênicas: são feitas à base de proteína do soro do leite parcialmente hidrolisada. Esse processo proporciona uma característica hipoalergênica ao leite, e é recomendada a crianças com histórico de alergias.

  • Fórmulas à base de soja: podem ser usadas como substituto para crianças acima de seis meses que são alérgicas a proteína do leite de vaca, intolerância a lactose ou para famílias que optam por uma alimentação vegetariana/vegana. A base destas fórmulas é a proteína isolada de soja.

  • Fórmulas diferenciadas: são aquelas criadas para situações específicas. Por exemplo, algumas contém ingredientes específicos e levemente hidrolisados para bebês com cólicas.

bebê no colo da mãe tomando uma fórmula infantil na mamadeira

É importante também seguir o modo de preparo recomendado nos rótulos, dessa maneira a criança recebe as proporções exatas de componentes de acordo com suas necessidades nutricionais.


Importante: a indicação de uso deve vir de um profissional!


Você tem dúvidas sobre fórmulas? Aqui na Vitae temos a nutricionista infantil Letícia Weber (CRN 106410) e a pediatra Viviane Silva (CRM 10018/SC).

Entre em contato e marque sua consulta!

0 comentário