• Admin

Detoxificação Hepática: porque é importante fazer um detox?

Você já deve ter ouvido falar no termo “detox”. Mas você sabe o que ele significa? 

A detoxificação ou desintoxicação pode ser definida como uma remoção de substâncias tóxicas do corpo humano. Essa função é realizada principalmente pelo fígado. 

O detox é uma limpeza interna que pode ser feita periodicamente devido à toxicidade de alguns alimentos, e de sustâncias tóxicas que existem no ar e na água. Elas podem gerar danos no organismo de maneira cumulativa, além de alterar o processo metabólico normal.

Os indivíduos com algum grau de intoxicação, mesmo que moderado, podem apresentar alguns sintomas: dor de cabeça, fadiga, dores musculares, indigestão, tremores, constipação, anemia, tonturas, coordenação motora alterada e até problemas psicológicos, como depressão.


suco detox

Como a pessoa se intoxica?

A intoxicação pode vir de metais tóxicos, chumbo das soldas de latas, canos de cobre, utensílios de cozinha, peixes contaminados, tintas a óleo, cosméticos, materiais de limpeza, medicamentos, pesticidas, herbicidas, etc. 

Logo, é importante detoxificar, isto é, eliminar essas toxinas. Elas são eliminadas principalmente através da urina, fezes e suor. 


Como ocorre o processo de Detoxificação

Os órgãos que estão mais envolvidos nessa tarefa são o fígado, intestinos e rins. O fígado possui papel fundamental, já que ele pode neutralizar tanto as toxinas que o corpo produz quanto as externas. O processo de detoxificação ocorre em duas fases: Fase I e Fase II. 

A purificação do sangue ocorre no fígado. O sangue que chega do intestino contém alto índice de bactérias e endotoxinas produzidas por elas, além de outras substâncias que também são tóxicas. A cada minuto, 2/4 do sangue passa pelo fígado, e aproximadamente 99% das toxinas são retiradas na primeira passagem. Mas, quando o fígado se encontra lesado, a quantidade de toxinas aumenta.


Porque detoxificar?

A detoxificação é importante para:

  • Remover: existem certos alimentos e bebidas que normalmente têm toxinas e alérgenos alimentares, como o álcool, leite de vaca, açúcar, farinha de trigo, etc.

  • Prover: o jejum não é aconselhado, pois libera corpos cetônicos, o que dificulta o trabalho do fígado. Durante as duas fases da detoxificação, há uma necessidade de aminoácidos e vitaminas essenciais para garantir o bom funcionamento do fígado. Por isso é importante nutrir o organismo através da alimentação.

  • Hidratar: é muito importante para promover a eliminação.


Importante

frutas vermelhas
É importante nutrir o organismo com alimentos livres de agrotóxicos

Consumir:

  • Alimentos orgânicos (livres de agrotóxico), especialmente aqueles que são ingeridos com maior frequência. Cuidado com a higiene dos alimentos. Prefera alimentos de época, já que recebem menos quantidade de agrotóxicos.

  • Produtos integrais, frutas ou sucos naturais, legumes cozidos e proteínas.

  • Chá verde ou preto, alecrim, alho e cebola, frutas cítricas, frutas vermelhas, oleaginosas, cereais integrais, leguminosas, soja, peixes e alimentos orgânicos com propriedades benéficas ao processo de detoxificação.

Evitar:

  • Alimentos com maior índice de agrotóxicos, caso não encontre orgânicos, como tomate, batata, morango e mamão papaia.

  • Produtos enlatados, comidas prontas, alimentos industrializados e temperos prontos (com glutamato monossódico).

  • Leite de vaca, carne vermelha, frituras e gorduras.

Lembre-se que uma alimentação saudável naturalmente nutre o organismo e auxilia na eliminação de toxinas, favorecendo equilíbrio e vitalidade para seu corpo. 

O recomendado é fazer um programa detox de 2 a 4 semanas. Procure um médico ou nutricionista para fazer um acompanhamento adequado para que esta prática traga benefícios ao seu organismo.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo