• Admin

Nutrição: como ela pode ser uma aliada na prevenção do câncer?

As escolhas alimentares são muito importantes, enquanto alguns alimentos podem ajudar a proteger o corpo contra a doença, outros podem aumentar o risco de desenvolver câncer.

Um em cada três casos de câncer poderia ser evitado com uma alimentação saudável, prática regular de atividade física e manutenção do peso adequado.

A prevenção do câncer envolve ações realizadas para reduzir os riscos de ter a doença. A alimentação deve ser saudável, variada, colorida e composta por diversos tipos de alimentos protetores. Uma ingestão rica em alimentos de origem vegetal como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, e pobre em alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para consumo pode prevenir o câncer.

Manter um peso saudável ao longo da vida é uma das formas mais importantes de se proteger contra o câncer. O excesso de gordura corporal provoca um estado de inflamação crônica e aumentos nos níveis de determinados hormônios, que promovem o crescimento de células cancerígenas, aumentando as chances de desenvolvimento da doença, segundo os pesquisadores.

Prefira:

  • Frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, sementes como de girassol, abóbora, gergelim, amendoim, amêndoas e nozes protegem contra o câncer, fortalecendo as defesas do corpo e ajudando o intestino a funcionar bem. Elas devem ser a base da nossa alimentação.

  • Procure variar esses alimentos e faça deles a base da sua alimentação. A recomendação é consumir, no mínimo, cinco porções (400g) por dia de frutas e vegetais. Esses alimentos têm o poder de inibir a chegada de compostos cancerígenos às células e, ainda, consertar o DNA danificado quando a agressão já começou.

  • De preferencia aos alimentos da sua região, orgânicos e da estação.

Os agentes anticancerígenos são encontrados em frutas e vegetais, incluindo antioxidantes (vitaminas C, vitamina E e selênio) e fitoquímicos que encontramos nos alimentos de acordo com as cores:

  • Vermelho – licopeno – tomate, melancia

  • Roxo – antocianina, polifenóis – uva, ameixa seca

  • Laranja – betacaroteno – cenoura, manga, abóbora

  • Amarelo – flavonoides – melão, pêssego, laranja, papai, nectarina

  • Amarelo/Verde – luteína, zeaxantina – espinafre, abacate, melão, repolho

  • Verde – sulforano – repolho, brócolis

  • Branco – alil sulfeto – alho poró, cebola, alho

Evite:

  • Carnes processadas como presunto, salsicha, linguiça, bacon, salame, mortadela, peito de peru e blanquet de peru podem aumentar a chance de desenvolver câncer. As substâncias presentes na fumaça do processo de defumação, os conservantes (como os nitritos e nitratos) e o sal podem provocar o surgimento de cânceres de estômago e intestino (cólon e reto).

  • Carnes vermelhas quando consumidas em excesso, podem facilitar o desenvolvimento de câncer no intestino (cólon e reto), uma vez que possuem grandes quantidades de ferro heme, nutriente essencial ao corpo, mas que, em excesso, pode ter efeito tóxico sobre as células. Por isso, o seu consumo deve ser limitado a a 500 gramas de carne cozida por semana. As carnes grelhadas, fritas ou preparadas como churrasco podem aumentar a chance de desenvolver câncer. As melhores formas de preparo são assadas, cozidas e ensopadas.

  • Alimentos ultraprocessados como biscoitos recheados, salgadinhos de pacote, macarrão instantâneo, fast-food, hambúrguer, pizza, cachorro-quente e produtos prontos para consumir ou aquecer como lasanhas congeladas.

  • As bebidas açucaradas (bebidas não-alcoólicas normalmente vendidas em latas, caixas ou garrafas), ou seja, refrigerantes, chás e sucos industrializados etc, também possuem alto teor calórico. Além disso, fornecem poucas fibras, vitaminas e minerais. Consumi-los pode levar ao aumento do peso corporal, resultando em sobrepeso e obesidade.

  • Experimente beber suco de frutas natural sem adição de açúcar ou adoçantes, por exemplo, manga, melancia, laranja e abacaxi, ou combinar frutas mais azedas (limão, maracujá) com outras mais doces.

  • Evite a ingestão de bebidas alcoólicas: Seu consumo, em qualquer quantidade, contribui para o risco de desenvolver câncer.

Amamentação

O aleitamento materno é a primeira ação de alimentação saudável. A amamentação até os dois anos ou mais, sendo exclusiva até os seis meses de vida da criança, protege as mães contra o câncer de mama e as crianças contra a obesidade infantil.

A partir de seis meses a criança deve receber alimentação complementar saudável, mantendo o leite materno até os dois anos de idade ou mais. Pesquisas mostram que receber o leite materno protege a criança contra o sobrepeso e a obesidade desde a infância até a fase adulta.


Pessoas que superaram o câncer também devem seguir essas recomendações de prevenção. Escolhas saudáveis na alimentação e nas atividades do dia a dia são formas importantes de se proteger contra o câncer. Uma alimentação saudável auxilia na prevenção e tratamento do câncer.


Previna-se! Faça seus exames e sempre que houver dúvidas, procure seu médico!


Referências: INCA

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo