• Admin

Afinal, é possível melhorar a imunidade através da nutrição?

Atualizado: 25 de Ago de 2020

Alguns estudos da área de nutrição mostram que é possível sim fortalecer a imunidade através de nutrientes essenciais, e beneficiar a saúde como um todo.

O sistema imunológico é um dos mais importantes do nosso organismo, pois ele visa a preservação da vida. É ele que reconhece os agentes agressores e defende nosso organismo contra vírus, bactérias, micróbios e outros microrganismos que possam comprometer nossa saúde.

O processo de defesa do organismo é silencioso e quando notamos alguns sinais, como por exemplo, quando adoecemos com frequência, pode significar que a imunidade está baixa. 

Alguns fatores podem influenciar esse quadro, como: estresse, uso de alguns medicamentos, doenças, distúrbios do sono e alimentação inadequada. 

As dietas mais restritivas e maus hábitos alimentares, por exemplo, acabam prejudicando o funcionamento das células e deixam o organismo mais vulnerável ao ataque de agentes nocivos. É possível corrigir essas carências nutricionais e aumentar a resistência do organismo com uma alimentação adequada.

Tábua com legumes, alimentação saudável

Nutrientes essenciais

Os nutrientes são responsáveis por fornecer energia e estimular o bom funcionamento do sistema imunológico. Veja qual o papel de cada um:

  • Vitaminas: elas são essenciais para a saúde em geral, mas algumas se destacam em relação ao sistema imunológico:

  • Vitamina C: ela estimula a produção de linfócitos e favorece a produção de anticorpos. É eficaz principalmente na prevenção de infecções virais. A vitamina C pode ser achada em frutas cítricas. 

  • Vitaminas do Complexo B: vitaminas como B1, B2, B5, B6 e B9 são essenciais para o funcionamento de linfócitos. A carência de B12 também pode prejudicar a resposta imune.

  • Vitamina A: possui ação antioxidante, combate a degeneração celular e beneficia a pele e mucosas, que agem como barreira contra microrganismos nocivos. 

  • Vitamina D: pode ser proveniente tanto da exposição solar quanto da alimentação (ou suplementação). Modula a função imunológica. Alguns dos alimentos que contém Vitamina D são os peixes, cogumelos e gema de ovo.

  • Arginina: este aminoácido possui capacidade de estimular o sistema imune contra vírus, bactérias, fungos, etc.

  • Ômega 3 e 6: são ácidos graxos (gorduras essenciais) que ajudam na imunomodulação. Os alimentos fontes de ômega são os peixes (principalmente salmão, sardinha, atum).

  • Zinco: é fundamental na ação anti-inflamatória, tendo também um papel importante na função imunológica. A deficiência desse mineral pode causar dificuldade na reparação de tecidos. Pode ser encontrado em alimentos de origem animal (ovos e carnes vermelhas), nozes, castanhas e leguminosas (ex: feijão).

Dieta equilibrada

Não apenas é importante manter uma dieta equilibrada. É preciso ficar atento na variação dos alimentos, pois assim é possível destacar aqueles que favorecem as defesas naturais do organismo.

As porções devem ser equilibradas e balanceadas, englobando todos os grupos alimentares. Além disso, os nutrientes imunomoduladores também devem estar presentes.

Além da boa alimentação, é preciso reforçar alguns hábitos saudáveis como diminuir consumo de álcool, controle do estresse e praticar atividade física regularmente. 

Se você tem dúvidas sobre o papel da nutrição na imunidade, entre em contato conosco e marque sua consulta com nossa nutricionista.


Você também pode acessar nosso post sobre a Vitamina C para saber sobre seu papel na imunidade.


#nutrição #nutricionista #imunidade #imunonutrição #saúde #vidasaudável #dieta #alimentação

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo